Presença Online – produzindo marketing de conteúdo

Presença Online está inteiramente conectada à distribuição de conteúdo útil  e relevante.

O marketing tradicional fala em pessoas. O marketing de conteúdo fala com as pessoas.

Apenas elaborar marketing de conteúdo não é o suficiente. Tem que fazê-lo bem.

Sua empresa tem um site, um blog, mantém um relacionamento com seus clientes através de e-mail marketing ou através de algum outro canal? Se sim, então mesmo de forma comedida, você está fazendo marketing de conteúdo, seja divulgando material informativo, seja educativo. Importante é manter a regularidade e manter o foco na qualidade.

Contudo, seria pertinente perguntar: como está sendo esse relacionamento? Conforme levantamento da Cetic.br, que traz indicadores do Comitê Gestor da Internet no Brasil, quase 50% das empresas de pequeno e médio porte não tem um website. Ou seja, boa parte dos seus concorrentes ainda não tem uma estratégia definida e de resultados no meio digital. Então, a vantagem que você tem em produzir conteúdo e buscar um relacionamento com seus clientes é enorme. Isso em pouco tempo vai se converter em fidelização dos seus clientes e contínuo aumento das vendas.

Vamos nos ater ao conteúdo. Afinal, o que é conteúdo? Vamos mencionar uma série de formatos, que são inúmeros, citados em seguida. Material de blogs, sites, artigos diversos, infográficos, e-books, vídeos informativos ou educativos, material gráfico, jogos, base de conhecimentos, música, podcasts (discussão de temas através de áudio), webinarios (reuniões ou seminários pela web), diagramas,  ofertas grátis,  how-tos (como fazer) , widgets (componentes de software que viabiliza a interação com o usuário), apresentação de slides, kits de ferramentas, comentários de usuários, feed de notícias, desenhos e todos outros textos e materiais que agregam valor ao usuário final.

Contudo, fazer apenas o tradicional ainda é pouco. É preciso ser mais ousado.

Garanta que você esteja entregando soluções relevantes e eficazes  através dos seus conteúdos. Mas como você pode saber que sua estratégia está correta sobre essas ações? Aqui, são importantes citar quatro pontos sobre o seu conteúdo:

Contexto –  Seu trabalho deve ser disponibilizado ao público certo. As empresas devem atentar sempre em relação às pesquisas dos clientes em potencial e compreender como eles buscam e consomem conteúdo. Muitas empresas obtém os dados do seu público-alvo apenas em função de dados demográficos. É importante ressaltar aqui um elemento neste contexto muito importante: o persona. O que é isto? De uma forma didática, persona é um personagem fictício criado para representar os diferentes tipos de usuário.

As áreas de marketing e vendas de toda empresa ganha um diferencial enorme quando conceitua e cria estratégias próprias, baseadas nas necessidades do persona. Entendido este fato, o estudo do comportamento vem a seguir, discutindo seus hábitos e costumes. Eles leem seu blog? São seus fãs nas mídias sociais? Quais plataformas? Eles confiam nas análises dos seus funcionários? Estar focado no seu público-alvo e conhecendo seu comportamento, você irá reduzir as obstruções e resistências, garantindo que seu conteúdo seja entregue com mais credibilidade e, naturalmente, com crescimento da audiência.

Clientes potenciais – Clientes adquirem comportamentos diferentes ao longo do tempo. A empresa precisa selecionar conteúdos diferenciados aos clientes novos e aos já familiarizados com a empresa. A mesma lógica segue ao liberar conteúdo às diferentes personalidades do seu persona. O que a empresa vai conceder de conteúdo diferenciado para ele atingir um nível mais elevado e engajado?

Propósito – Hora de definir as prioridades do seu negócio. Se busca o reforço da marca, talvez seja o momento de investir nas mídias sociais e um blog. Se a ideia é concentrar em seu público-alvo, direcione-o ao funil de vendas, então priorize seu conteúdo na perspectiva de negócio. Independente das suas prioridades, será necessário algum investimento para maximizar seus esforços de marketing.

Criatividade – O conteúdo que você entrega ao seu público-alvo não pode ter uma argumentação desgastada e repetitiva. Ela precisa ser útil e atraente. Entenda que sua mensagem vai solucionar um problema, propor uma discussão, levantar questões para seu cliente pensar e agir. Só assim seu público vai interagir, comentar com amigos e compartilhar na rede.

Autor: Orozimbo para o Blog Autoria Digital

Vou publicar aqui informações úteis e valiosas. Assine, participe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *