O WordPress no comércio eletrônico

O wordpress continua uma boa opção para a construção de sites para o comércio eletrônico.

O Worpress iniciou como uma ferramenta simples de blogs, contudo, houve uma evolução substancial e robusta, entrando definitivamente no mundo do CMS – Content Management System, ou seja, Sistema Gerenciador de Conteúdo.

Essa evolução proporcionou um ganho significativo para os blogueiros e também para empresas de pequeno, médio e grande porte, bem como para o comércio eletrônico. A partir de 2013, mais de 60 milhões de sites – ou 21% da web – são sustentados por WordPress, que corresponde a 59% da plataforma CMS. São exemplos Magento, Joomla, Drupal, que também são plataformas robustas e que vem ganhando força ao longo do tempo.

Especificamente para comércio eletrônico, WordPress e Joomla são destaques. São eles que concentram a grande maioria dos sites no mercado de desenvolvimento e que dão uma ótima perspectiva nas estratégias de Presença Online.

Neste artigo, vou me ater ao WordPress.

ATENDE TODOS OS USUÁRIOS

Vou enumerar as principais características do WordPress, para que você tenha ideia da facilidade e operacionalização desse CMS.

  • Ambiente de instalação – ele é intuitivo e foi criado para pessoas que não dominam os códigos ou linguagens de programação, podendo ser instalado em poucos minutos, tanto num ambiente on-line (servidor externo) como off-line (equipamento do cliente, normalmente para testes). Toda a administração é feita a partir de um painel de controle, onde você insere/edita/deleta artigos do seu blog, textos, imagens, vídeos etc.
  • Plugins – são extensões de recursos que implementam outras funcionalidades ao tema, por exemplo, a adição de uma rotina de backup personalizada. Esses plugins são encontrados em sites especializados em toda a web e são, na sua maioria, gratuitos. Posso afirmar que existem mais de 26 mil nesta categoria.
  • Temas ou templates – são eles que dão o visual ao site e incorporam as diversas características, tais como: fonte, cor de fundo, disposição de imagens e textos etc. Os temas de um site podem ser substituídos, sem comprometer o conteúdo anteriormente instalado.
  • Gratuito – este CMS é distribuído sob licença GNU (General Public Licence), portanto, não existe custo para o usuário.

Em relação ao comércio eletrônico, existem inúmeros templates desenvolvidos especialmente para essa necessidade de mercado, sendo ideal para quem já tem um site desenvolvido e quer migrar para um outro nível de empreendimento, sem ter que começar do zero. Considere ainda que todos os templates devem ser responsivos, ou seja, estar adaptado aos dispositivos móveis.

Nesse caso, é interessante ter conhecimento dos requisitos do seu negócio, pois se sua atividade vai consumir muito tráfego do seu servidor (alta taxas de pesquisas e pedidos), você vai precisar dimensionar vários parâmetros internos e externos. Assim, se você não domina o WordPress, recomendo a consultoria de um profissional experiente.

É bom lembrar que até alguns anos atrás o WordPress não era indicado como plataforma para comércio eletrônico, entretanto, a ferramenta evoluiu muito e hoje se mostra eficaz e confiável. Outro aspecto que vale a pena mencionar é o surgimento de empresas de hospedagens dedicadas, tanto aqui como no exterior, o que contribui para manter os sites mais seguros e com altas taxas de conexão de dados.

No propósito de comércio eletrônico, o WordPress agrega várias outras características, como estas:

  • manuseio de imagens, inclusive com função de zoom;
  • integração com redes sociais;
  • vendas e tabela de inventário;
  • manipulação de moeda (conversão);
  • sistema de afiliados;
  • carrinho de compras e compartilhamento em outras plataformas;
  • integração com plataformas de pagamento.

imagem-comércio-eletrônico

Tratando-se de personalização, o WordPress permite incorporar na barra lateral do blog várias utilidades e informações complementares ao conteúdo. São os widgets – pequenos aplicativos que flutuam pela área de trabalho e fornecem funcionalidade específicas.

Você pode facilmente adicionar textos, HTML, scripts, imagens etc. Widgets podem ser úteis para cumprir muitas funções no seu site de comércio eletrônico. Por exemplo: criar uma lista de produtos em promoção, adicionar links e avisos de produtos com bônus ou com descontos.

Um bom site de comércio eletrônico precisa ser atualizado com frequência. Para ser bem-sucedido, deve haver adição contínua de novos produtos e remoção de produtos desatualizados. O WordPress oferece um painel de controle simples e fácil de usar para administrar e personalizar seus produtos. Tudo que você tem a fazer é seguir algumas instruções simples para o gerenciamento das informações da sua loja.

A Plataforma continua crescendo continuamente.

Sem dúvida, o WordPress é um dos mais populares CMS. Há dez anos ele foi lançado como uma plataforma de blogging, mas evoluiu ao longo do tempo e tornou-se um CMS flexível e poderoso que pode lidar com sites de tráfego ainda mais rápidos e pesados. Desde que foi lançado, houve uma série de atualizações. Tem uma comunidade dedicada de desenvolvedores, inclusive no Brasil, que tem como missão atualizar e melhorar a plataforma, tornando-a mais segura, funcional e a mais rápido CMS do mundo.

Autor: Orozimbo Rosa para o Blog Autoria Digital.

Vou publicar aqui informações úteis e valiosas. Assine, participe.

1 Comentário

  1. Muito bom seu artigo explicando de forma didática a evolução de uma das melhores ferramentas de criação de sites responsivos,profissionais sendo perfeito para quem deseja ter uma presença online sempre atualizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *